_________________________________
_________________________________
Uma parceria entre a Coopertransp, Simtetaxis (Sindicato dos Taxistas), COHAB/SP e o secretário da habitação João Farias busca moradias para os dois setores de transportes não só da cidade de São Paulo, mas também em todo estado.

Vale destacar que essa parceria não seria possível sem o apoio do Vereador Ricardo Nunes, do presidente licenciado do Simtetaxis Antonio Matias (Ceará), do administrador da Coopertransp Antonio Mendes (Toninho) e do presidente da Coopertransp Almerindo Santos (Tega).

O cadastramento dos cooperados da Coopertransp e dos associados do Simtetaxis já estão sendo efetuados junto a COHAB/SP, essa parceria busca diminuir o déficit de moradias para as duas categorias que hoje chega próxima aos 42%.
Caixa reduz taxa para financiamento de imóveis
A Caixa Econômica Federal anunciou a redução de 0,75 ponto percentual nas taxas de juros do crédito imobiliário para aquisição de imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). A redução vale para imóvel de até R$ 1,5 milhão a partir do dia 14/09/2018.


As taxas mínimas do SFI passarão de 9,5% ao ano para 8,75% ao ano. E a taxa máxima cai de 11% para 10,25% ao ano. As novas taxas começam a valer a partir do dia 24 deste mês.

Reduções de juros

Em abril, a Caixa reduziu em até 1,25 ponto percentual as taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). O limite de cota de financiamento do imóvel usado subiu de 50% para 70%. A Caixa também retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%.

Em julho, o banco reduziu em média de 1 a 2 pontos percentuais ao ano as taxas do crédito imobiliário para pessoa jurídica. Em agosto, a Caixa promoveu uma redução de até 0,5 ponto percentual das taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do SBPE. O limite de cota de financiamento de imóveis usados para pessoa física subiu de 70% para 80%.

Operado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o SFH financia imóveis de até R$ 800 mil em todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o teto corresponde a R$ 950 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH, são enquadrados no SFI, que financia imóveis com recursos de poupança.
Parceria entre Coopertransp, Simtetaxis e COHAB/SP
busca moradias para os trabalhadores